A nuvem que pintou a quarta de cinza

Photo(10)

Hoje queria ser um gato. Para poder ser dona de mim mesma, te olhar de maneira esnobe, abanar o rabo de maneira metida e te dar uma lambida áspera. Áspera seriam minhas palavras se elas saíssem fluídas de minha boca.

Queria poder ser um gato, só hoje, para poder saber quando alguém está a espreita de você. Erguer as orelhas e saber daquele milésimo de futuro que só os felinos conhecem.

Acima de tudo queria poder cair em pé.

Queria poder te arranhar até sair sangue. Queria matar só por diversão. Queria ter a liberdade que só os gatos tem dentro de seus quintais.

Queria ter sete vidas para ter sete escolhas diferentes.

Queria poder que minha responsabilidade fosse aquela única de prezar às 16 horas de sono. E fazer isso muito bem. Saber disfarçar as emoções. Ou melhor, não ter emoções. Ter aquela calma do olhar de um gato quando está tomando seu banho de sol.

Mas para que eu vire um gato, teria de renunciar tudo que já vivi. E este é um motivo forte o suficiente para que eu continue humana.

Sabe aquela nuvem ali que pintou minha quarta de cinza? Ela não sabe que guardo em um bolso a tinta dourada que a fará esmaecer.

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “A nuvem que pintou a quarta de cinza

  1. MANO! O que foi esse texto? Divinoooo de Lindoooo! ❤
    Você me surpreende cada vez mais…
    #foda #triste
    #orgulhodevocê
    #amooqueescreve
    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s